segunda-feira, Agosto 20, 2007

Hora Coca Cola

Quando eu entrei para a faculdade (há coisa de milénios) havia uma coisa que eu bebia (ainda) mais do que cerveja.
Era Coca Cola.
Digamos que nesse saudoso ano de 2001 a Coca Cola lançou uma promoção. Juntavas não sei quantos rótulos e ganhavas prémios. E lá estava aquilo com que eu sempre sonhara: um Puff! Melhor ainda, um Puff Coca Cola. Só tinha de juntar 850 rótulos. Sim, leram bem, 850.
Comecei a beber Coca Cola descontroladamente. No início eram só uma ou duas. Depois começaram a ser 4 ou 5. Passados dois dias comecei a beber 2 garrafas de litro e meio de Coca Cola por dia.
Comecei a dar por mim a olhar para outras mesas nos cafés à procura de rótulos. Quando as pessoas se iam embora, eu corria avidamente para as mesas e roubava os rótulos.
Começou também uma espécie de movimento de ajuda ao Robene. Uma vez, o Gonçalo trouxe-me 20 rótulos que uma amiga da irmã dele tinha sacado de um casamento de um primo afastado. E eu continuava cada vez mais descontrolado: Bebia Coca Cola a toda a hora, lavava os dentes com Coca Cola, comia os cereias com Coca Cola, só pensava em Coca Cola e no meu belo Puff.
Até que um dia acordei com uma dor forte nas costas. Ok, não era forte. Era MUITO forte. Corri para as urgências onde me diagnosticaram...uma PEDRA NOS RINS! Sim, à custa de tanta Cola ganhei uma pedra nos rins, coisa que a maioria das pessoas só tem para aí aos cinquenta anos. Lá andava o Robene com botijas de água quente atrás para aliviar as dores, e a enfardar Tramadol como se fossem tic-tacs.
Mas por fim, o dia tão esperado...O meu puff havia chegado.
O puff, que no anúncio televisivo parecia do tamanho de uma cama king size, era afinal uma merda que conseguia albergar no mínimo uma pigmeu raquítico. Ainda tentei reclamar com a Coca Cola e obrigá-los a pagar os meus medicamentos, mas os gajos nunca me deram resposta.
O puff ainda está no meu quarto. De cada vez que olho para ele, até me dá uma dorzinha nas costas.


(Hoje no drive do Mac:
Empregada: Quer Coca Cola zero no seu menu?
Eu: Qual é a diferença?
Empregada: A Coca Cola zero tem todo o sabor da Coca Cola normal, mas não tem açúcar.
Eu: Pensava que isso era a Coca Cola Light. Qual é a diferença?
Empregada: A Coca Cola Zero tem todo o sabor da Coca Cola normal, mas não tem açúcar.)

10 comentários:

arroz de memorias disse...

Bem me lembro desse malfadado puff. Foste levantar a encomenda ao correios e era uma caixa de cartão minuscula!!!! Mesmo assim tu dizias radiante "ena, deve vir todo comprimido"...mal sabias tu q até vinha com espaço a mais na caixa!!! :D
Hihihihi

Robene disse...

Tão inocente que eu era. Inocente e com dores lancinantes.

silvia disse...

" os homens aquarios na sua generalidade são excepcionalmente inteligentes". à primeira vista, concordei com este pensamento profundo de um senhor dos horóscopos com um aspecto gay elevado ao expoente, pensando nos amigos que tenho deste signo. mas depois de reflectir sobre esta história e juntando o conhecimento semanal que tenho dos teus hábitos(ainda beber coca-cola como se de água se tratasse), começo seriamente a duvidar...

Anónimo disse...

coca cola é mérda. Se nóis num bebesse mais, nóis naum tinha diabete nem obezidade. O robene é trouxa.

Mia disse...

Conto essa hist�ria a toda a gente! TODA! Faz-me parecer mais normal! :)

Trindade disse...

Continuas em forma ahahhaha

micose_ou_mifrita disse...

Já ouvi esta história umas mil vezes. E continua a ter piada...
Foi uma bela Queima, a nossa primeira, com a tua atenciosa namorada a ir contigo para casa no início da noite para te fazer chazinhos.

Já não passava por aqui há uns tempos, mas concordo com a trindade... andas em forma.

"em pouco mais ou menos" disse...

Foi também nessa época, meu caro amigo ruben, que eu descobri que, para um espécime deveras extasiante de poder masculino, ou para a ralé, macho alpha, para quem tem 25 cm de pila (e isto quando observas a odeta santos nua num site de net pseudo-intelectualoide-roto), consegues guinchar como uma menina colegial de um desses filmes hentai atolados de violações... Enfim, a natureza abençoou-te, mas as leis de Darwin eliminam-te!

Robene disse...

Hum, se a natureza me abençoou, como é que as leis de Darwin me eliminam?
I'm confused...

chk disse...

Ok, neste momento fiquei eu com dores nas costas, mas foi por rebolar tanto de me rir com a ultima parte do post :D

Desculpa lá a intrusão, mas não resisti em comentar HEHE