terça-feira, maio 08, 2007

Lições de vida

Coisas que não se aprendem em mais lado nenhum a não ser na semana da Queima:

#1: Se quando te fores deitar tudo estiver a andar à roda, tira um pézinho da cama e coloca-o no chão. (comprovado por dois amigos extremamente alcoolizados).

#2:Quando fores buscar cerveja às barracas, pede logo quatro ou cinco duma vez. Enquanto te vão servindo a cerveja, vai passando os finos para um colega estrategicamente colocado atrás de ti. Quando já tiveres as cervejas todas vira-te para o gajo que está a servir e diz-lhe que falta uma. (comprovado por mim, ontem)

#3: Todo o grupo de gajas que sai em debandada para a Queima está altamente hierarquizado: tens a líder alfa : grandes mamas, alto decote, cú de sonho. A partir daí é sempre a descer, até chegares à chamada abelha obreira: tem uma mama maior que a outra (embora sejam as duas pequenas), é coxa e provavelmente deve ter alguma deficiência na fala.
O truque é beber o suficiente até a abelha obreira te parecer a líder alfa. (comprovado por todo o meu grupo de amigos)

#4: Sim, parece que os Da Weasel têm contrato vitalício com todas as Queimas do país até 2058, altura em que as suas músicas serão um miscelâneo de huuhuhuhuhdahdahdahdayeayeahyeah. Espera lá...as músicas deles já são assim.

#5: Sodomizar gajas altamente alcoolizadas não é abuso. Elas só bebem com esse intuito.

8 comentários:

Bia disse...

a bem dizer, consegui ouvir a ultima musica desses srs quando fui a casa de banho... talvez pk estava bem perto do palco...

Anónimo disse...

Caro Rubino,

A propósito de gajas feias que nem um boi (ou abelha obreira), lembrei-me do teu lado cinéfilo e aproveito para partilhar ctg umas reflexões sobre femeas horripilantes no cinema:

Já todos fomos ao cinema ver aquelas historias de cinderelas dos tempos modernos, em que uma rapariga pobrezinha e feia não consegue arranjar acompanhante para um baile que se avizinha.
A menina pobre tem sempre aquela expressão fechada e tristonha digna de quem se prepara para comer favas cozidas ou assistir a um concerto do neil monteiro.
O cabelo apanhado de forma irregular, uns oculos à bill gates e preferencialmente um aparelho, etc...
O que não é natural é que estes papeis sejam sempre representados por gajas boas! É um bocado como ver o Nicolas Cage a fazer de Eusébio. Claro que às tantas elas tiram os óculos e o aparelho, vestem um vestido vermelho, sacodem o cabelo em câmara lenta (tem de ser em câmara lenta senão não resulta) e ficam as miudas mais sensuais lá do sítio...

Uma vez andei metido com uma miuda que tinha a alcunha de "rabo de cavalo" (e não era por causa do cabelo); ás tantas disse-lhe para soltar aquela gadelha disforme que ela usava (em câmara lenta claro) e usar lentes de contacto em vez dos oculos fundo de garrafa que a avó lhe tinha oferecido.
Ou seja, tudo o que as gajas feias dos filmes fazem. Para minha surpresa, ela continuou feia; acho que ficou mais feia até... os óculos ainda conseguiam disfarçar uma cicatriz que ela tinha no sobrolho esquerdo!

Foi nessa altura que se fez um click na minha pueril cabeça e entendi que as actrizes não ficavam bonitas depois de tirarem os óculos (seria o famoso efeito Clark Kent: com óculos uma pessoa normal, sem óculos um super heroi) elas é que já eram bonitas antes de fazerem o filme! Lido assim parece lógico mas para mim na altura foi uma descoberta e pêras (foi como quando descobri que o tamanho das orelhas não tinha influência directa na capacidade auditiva).
Cancelei logo as consultas na corporacion dermoestética que tinha programado oferecer à rabo de cavalo porque vi logo que era dinheiro deitado á rua...

Mas se o papel num filme é de uma gaja feia, porque razão são contratadas gajas boas para os desempenhar? Um acéfalo destituído de razão pode argumentar que uma gaja boa é mais apelativa ao público e consequentemente o filme irá ter mais receitas... balelas meu amigo Rubino; ponho-te a verdade em forma de questão:

Como é que se consegue explicar a uma moça que ela só conseguiu aquele papel porque é feia, sem que esta saia a correr da sala mergulhada em lágrimas e sem uma réstia de auto-estima? Difícil, não é?

(reconstituição do que normalmente acontece:)
- Ó Odete vamos lá ver uma coisa... tu sabes que pronto pá... quer dizer... há muita gente atraente na industria cinematográfica não é? E tu Odete, és uma pessoa que tens o teu quê de...portanto...engraçada e... vá lá como é que te posso explicar isto pá... encaixas em vários papeis que à partida muitas pessoas não conseguem fazer... actrizes como Catherine Zeta Jones, Angelina Jolie não estão habilitadas a fazer papeis para os quais tu és simplesmente perfeita... entendes? Não é que não sejam boas actrizes porque são... boas... actrizes e tu não (...) tens as mesmas performances que elas... tens outro potencial que nem todas as mulheres têm! Olha-me para esse físico mulher, és capaz até de roubar papeis a alguns homens... não és melhor nem pior...és diferente vá lá... percebes? não percebes não é? ... (la vou ter de chamar uma gaja boa outra vez)

Mas existe uma maneira subtil de fazer a coisa! Se algum dia te cansares de vender preservativos e aspirinas e fizeres castings para cinema e sofreres deste problema, presta atenção a esta técnica...

Casting Odete Santos :

homem do casting (Rubino): estamos a precisar de uma estrela Odete, e tu és a pessoa ideal para o papel principal!

odete: a serio vou ser a estrela? qual é o filme?

hdc: a bela e o monstro

odete: que bom, vou fazer o papel de bela?

hdc: não sejas parva Odete

podes sempre dizer "tem juízo Odete" mas convem que ela fique ofendida com o facto de lhe chamares parva para não se lembrar que é por ser feia que o papel é dela, entendes? "ó homem do casting mas que confiança é essa? vê lá vê... eu fico com o papel mas não abuses senão obrigo-te a ir aos congressos do PCP e olha que vai lá o José Cid e aquilo pode ser doloroso" .
São pequenos truques de manipulação que eu aprendi com o Roberto Leal: ele é dos melhores manipuladores de pessoas que eu conheço... isto de enganar dois povos em dois continentes diferentes não está ao alcance de qualquer um!

Bem, já escrevi de mais por hoje.

Abraço,
GR

Mia disse...

GR,
LOL! Muito bom!

Mia disse...

Robene,
A minha mãe foi ver a sua sobrinha que estuda em Coimbra a passear-se rua a baixo nos carros. Descrição: "Foi muito giro, a tua prima está uma brasa de saia travada! E andava sempre de cerveja na mão! A mim pareceu-me sóbria, mas também não fiquei lá para a noite!Ai, Coimbra é mesmo uma loucura!".

Nota: A minha mãe é uma senhora de família, e tem 55/56 anos - não sei ao certo..

Nao Sei Que Digo disse...

Obrigado pelas tuas prescrições. Apreciei especialmente aquela da sodomia. E a da cerveja de borla... Sim, esta foi a minha preferida. Em 5, 1 é oferta. Em 10, 2 oferta, em 20, 4 grátis. Assim poderei poupar proporcionalmente ao que beber, ou seja, quanto mais beber mais poupo.

Robene disse...

GR: Ouve lá pá, começas a roubar-me protagonismo, mas que merda é esta? (Queremos um blog do GR!)

Mia:Só espero que a tua mãe não me tenha topado no cortejo.

Não sei que digo: A ideia é essa. Eu sou tipo Minipreço. Sempre a pensar em ideias inteligentes para poupar $.

Mia disse...

Adenda: Acabei de fazer as contas e a minha mãe afinal tem 57 anos!

silvia disse...

quando se dizem as verdades, não devemos ser castigados...por isso hoje espero que aquela parte das cerveja seja uma recompensa por seres tão transparente...e que seja eu a amiga ao teu lado para as receber...só a pensar na HONESTIDADE, claro...