segunda-feira, março 05, 2012

Filas

Adoro o povo português. Somos complacentes para com os nossos políticos corruptos, discretos na altura de cortes de subsídios de férias e não nos importamos que nos tirem um ou outro feriado.
O que somos é incapazes de formar uma fila indiana.
E é aí que o lado animalesco dos tugas se revela na sua plenitude.
Vou no outro a um convívio académico. Coisa que na minha idade (29, já agora leitores desnaturados, nem uns parabéns) é um sério risco à saúde da minha bacia. Quando chego à porta, eu e outro dois ilustres doutorandos de 20 e muitos, deparamo-nos com um magote de gente às cotoveladas. Com uma atitude claramente distinta do resto da plebe, colocamo-nos de lado, por certo à espera de que a multidão de barba mal semeada reparasse no ar distinto de três jovens já quase a chegar aos trinta. Mas nada. Claramente precisávamos de nos imiscuir na multidão semi-bebâda.
Eu mando duas paralíticas ao gajo da frente, que se queda perante tal violência. Uma gaja ainda me berra aos ouvidos: «porco do caralho, eu estou aqui há duas horas», mas eu enfio-lhe uma cabeçada na testa e continuo a minha caminhada gloriosa pelo meio da multidão. Infelizmente a meio deparo-me com dois amigos que creio concorrentes da próxima Casa dos Segredos, e perante a evidência anabólica da coisa, prefiro ficar quietinho. Tratei há pouco tempo dos dentes, não quero correr o risco que me saia o chumbo dos molares à estalada. Mais pessoas continuam a chegar e metem-se pelos meios, chamam amigos, creio até ter visto alguém em crowd surfing para se chegar mais à frente.
A multidão mexe-se, contorce-se, mas ninguém entra. Atrás de mim, o Capitão Óbvio grita: Ninguém está a entrar!!
E como se isto fosse um grito de guerra, as pessoas ficam loucas: há miúdas de 18 anos a puxar do lip gloss e a usarem-no como faca, jovens de gorro a usarem o iPod como arma de arremesso, e eu sem dar por ela, levo com uma cerveja nos cornos.

Claramente a fúria dos jovens desempregados e sem dinheiro não está nas ruas. Está nas filas paras os convívios de medicina.

8 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns.

:x

jacaré disse...

não gosto que andes metido com a plebe. Pára com isso e porta-te como um doutorzinho, vá.

micose ou mifrita disse...

Diminuiu a quantidade dos posts... mas pelo menos a qualidade continua intacta :-)

XS disse...

Biiiiichas!!!

sofia disse...

Muito bom!

Www.levedar.com

asustentavellevezadosdias disse...

logo vi que ia dar merda

R. disse...

;)

Sentimento de Mim disse...

Ir a convívios (estudantis) não é sítio para um doutor ir... ;)