terça-feira, setembro 09, 2008

-inho

Desde que comecei a trabalhar o meu vocabulário tornou-se bem diferente. Todos os farmacêuticos sofrem de um síndrome, de hoje em diante designado como síndrome Robene, que chega a ser limitante e perturba a vida normal.
O síndrome Robene consiste em nomear todas as coisas pelo diminutivo carinhoso. « Como vai a saúdinha?», «Em que nome quer a facturinha?», «Vou por as coisas no saquinho», «E se me mamasse era o caralhinho?».
Dou por mim a fazer o jantarinho, a ir tomar cafézinho, a lavar o rabinho. A conduzir o carrinho, a ter muitos amiguinhos, a beber cervejinha e a ter sexozinho.
Mais uns anos disto e o pepino do post anterior não me vai soar assim tão mal.

4 comentários:

^^MaryJane* disse...

lol!!
mas quantos problemas tens tu? *

Nikky disse...

Alteraste a minha visão sobre os farmacêuticos de forma irrecuperável... ;)

Anónimo disse...

Róbenezinho, estás a ter uma crisezinha???:)
ji da PUSSISSI

Miss Kin disse...

Graças ao sinhor, ñ pedeci dessa doençazinha :P
Pq quando estou na farmácia, ñ digo a montrinha já está (como muitos colegas meus), deve ser o espaço que contagia, por enquanto estou imune!