quinta-feira, setembro 03, 2009

O Trono

Há uma coisa que não gosto na minha nova mansão: a sanita.
A sanita da minha casa antiga era uma coisa, epá, espetacular. Parecia ter sido feita ergonomicamente para o meu rabo. Grande, tampo sólido, apoio perfeito para as coxas. Naquela sanita as coisas saíam sem grande esforço. Sentava-me nela, e tudo fluía como devia ser. Aliás, estou neste momento a escrever este post enquanto mando um fax na minha sanita adorada. Vim de propósito à casa antiga só para me sentar neste trono.

A minha nova sanita é quase lilliputiana. Baixinha, com um diamêtro rídiculo, que me abarca o rêgo e pouco mais. Salpica-me o rabo. E fica de frente para um espelho. Por mais atraente que seja, coisa que sou obviamente, não deve ser propriamente o meu melhor ângulo: calças arregaçadas, joelhos quase a baterem no chão (não nos vamos esquecer que a sanita é baixinha), esgar de esforço tentando fugir com o rabo ao salpico malandro.

A minha próxima casa será escolhida tendo como único critério de selecção a sanita.

8 comentários:

profpardal disse...

Oi!
Podes sempre pedir a planta ao Jorginho! aqui fica o link para veres a casa dos sonhos dele!
Já lha pedi!

http://jorgedanielinternet.blogs.sapo.pt/10314.html

avogi disse...

O quanto o entendo...Na casa do meu filho é uma dessa pequenas e redondas(ainda por cima)que a coisa não me sabe (lol)Aliás parece que sai por fora, e o rabo fica também saído do espaço. Deverdade não me sabe estar lá sentada. Note-se que o rabo sai do espaço não por ser gorda(que não sou), mas sim por ser pequeno de diâmetro. Entendo-o perfeitamente.
Já não há retretes com antigamente.

Anita disse...

E há que ter cuidado com o hemerroidal, devido ao tempo que se passa sentado numa sanita! Se és daquelas pessoas (tal como eu) que aproveita esse momento sagrado para ler a Dica, os catálogos de promoções de lojas de produtos informáticos, ou a revista da qual se é assinante e se sobem as escadas a correr, só pelo momento de sentar na sanita e ler tudo de uma ponta à outra... Há que ter uma sanita confortável... Bem vistas as coisas, num sofá uma pessoa tem tendência a recostar-se ou deitar... Sem dúvida que é na sanita que se passa mais tempo sentado... E fazê-lo com os os joelhos quase a tocar a testa e a rezar para que o calhau toque na água antes de abandonar o nosso corpo, de modo a reduzir os salpicos... Isso não é vida para ninguém!! Já pensaste em mudar o trono e até altera-lo de lugar? É que em frente ao espelho... epa... pronto... Há cenas deprimentes da vida de uma pessoa e essa é, sem dúvida, uma delas!

Há que ser rei, mas com um trono decente!!!

:)

Ana C. disse...

Aprendi há muito a sobreviver ao salpico. Basta enrolares uma bola de papel higiénico e atirares lá para dentro. Assim a matéria fecal aterra em território seco ;)

Anónimo disse...

Que conversa de merda...mas pronto, aqui vai uma dica: Para evitar os salpicos é pôr papel higiénico no fundo da sanita antes de sentar...daah!

Billie Holiday disse...

lol! E mais uma vez o dilema da cagadeira!

beijos

G disse...

De referir que o método referido em cima, para evitar o dito salpico, tem um nome: Efeito Hovercraft.

G

maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.