quarta-feira, fevereiro 11, 2009

As saudades que eu já tinha...

Há uns tempos atrás o M. comprou uma Playstation 3 cá para casa.
Quando chegou com a caixa da PS3, houve urros de alegria, abriu-se uma garrafa de champanhe, fomos gritar para a varanda a nossa sorte.
Depois jogámos um jogo qualquer durante meia hora, e desde então nunca mais ninguém tocou na PS3. Está lá a um canto a ganhar pó.
Isto para explicar que já não nos vamos mudar de casa.
Durante coisa de uma semana foi a excitação: Ai que giro, vamos para a baixa boémia, vai ser a loucura, fazer as mudanças, tão booom, lá lá lá.
Passada a semana de excitação veio a realidade: Ai que não temos mobília, ai que temos milhares de merdas para empacotar, ai que não há estacionamento, ai que fomos tão precipitados...
Como somos gente de palavra séria e honesta, juntámo-nos todos e decidimos inventar uma desculpa para dar ao senhorio.
«Podemos dizer que o G. ficou com leucemia», sugeriu o Robene. «Podemos dizer que o Robene perdeu o emprego» sugeriu o G.
No final optámos pela desculpa mais credível, e decidimos dizer ao senhorio que descobrimos que o L. era gay e nem pensar em dividir casa de banho com ele. O senhorio não pareceu surpreendido com a declaração.

Por isso eis-nos de volta à estaca zero. Ou não.
Os meus pais decidiram vir com a conversa de eu comprar casa.
Esfrego as mãos uma na outra, guloso com a possibilidade de os meus pais me financiarem uma capartamento. Mas não. Só querem ser fiadores.

Mãe: Robene filho, acho que devias comprar casa. O teu pai e eu ficamos fiadores.
Pai: (aceno de cabeça)
Robene: Ok. Até não é má ideia.
Pai: (aceno de cabeça)
Mãe: Se calhar apostavas num T1...
Robene: Se calhar mais um T2. Eventualmente tenho de começar a pensar na minha vida. Algures num futuro longíquo quero ter filhos e um T2 acaba por ser melhor.
Pai: (aceno de cabeça)
Mãe: Sim, sim. Tens toda a razão.
Pai: (aceno de cabeça)

Não sei onde foi a falha de comunicação. Mas algures na conversa a minha mãe substituiu «Eventualmente» por «» e «futuro longíquo» por «próximo mês».
Hoje recebi um mail da minha irmã...

«Robene irmão, a mãe contou-me hoje que te vais casar, comprar um T2 e ter filhos?!?! Vamos já marcar um jantar para celebrar este acontecimento.»

Bem, basicamente começo a ver casas na quinta feira. Desta vez não fui à ERA.

8 comentários:

Angelik disse...

Então mas não era suposto manterem-se onde estão?
Vão recomeçar a procura de nova casa?
E que culpa é que a PS3 tem?

ratmeat disse...

Pessoal, o robene só quer um T2 porque está ansioso por ir viver com o gay do L. hehehe

Pusissi disse...

ah, as coisas aqui na bélgica efectivamente acontecem!EU vou mudar de casa, EU fui comprar mobilia, EU estou a empacotar...e é efectivamente um trabalhão do CAra$%#!Xiça, nesta vou ficar mais tempo, nem que seja pla trabalheira, mas...IKEA FOREVER!!!!
ji

ZaniNE disse...

Oh Robene, imaginava um marmanjo como tu mais desapegado a bens materiais... Não te mudares por não tere mobília, deixou-me confusa? Para que queres tu uma cama ou sofá se tens uma PS3?!!! :P

Bjs.

jacare disse...

Não percebo porque raio as pessoas se fixam num local...

jacare disse...

E não utilizar a ps3 é pecado.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Girilim disse...

Porque é que não dizes à tua mãe que mais cedo ou mais tarde acabarás por te divorciar... e que vais usar o outro quarto apenas para meter a PS3 que o teu amigo te vai dar como prenda de casamento?