quinta-feira, março 24, 2011

Censos 2011

Estou bastante desconfiado deste Censos 2011.
Tenho para mim que o questionário foi feito por alguma das minhas ex-namoradas...
Mas que raio de perguntas são estas?

Pergunta: Estava em casa à meia noite do dia 21 Março?

(O quê? Que raio de estatística é esta?)

E continua:
Se responder afirmativamente, diga-nos: estava com homens ou mulheres? E quantos/as?

Ora, se eu organizo bacanais em minha casa, à meia noite do primeiro dia de Primavera, parece-me que é apenas da minha conta. E não estou ali a ver a categoria de Transexuais, o que me dificulta bastante a resposta.

O questionário prossegue... Há perguntas sobre a minha retrete (não é sanita, é retrete!), prestação da casa e número de pessoas que vivem comigo.
Não estou bem a ver a linha orientadora deste questionário, mas cheira-me que as estatísticas vão aparecer na revista Caras.

7 comentários:

Almofariza disse...

LOL
Pôs a minha filha de nove anos a responder aos censos e não queria crer quando ela me perguntou o que era uma retrete e se nós tinhamos uma. Óbvio que a partir dai acabei eu de responder o inquerito.

Cadês
Almofariza

Bluebluesky disse...

Mesmo depois de ter pensado algo muito parecido, porquê escrever sobre o mesmo se tu deste aqui a melhor opinião possível? Engasguei-me a rir. :D

Sahaisis disse...

e a cena da retrete abre logo o questionário...achei..sem comentários :s

Fumiflamante disse...

Censos sem senso...
Enquanto não perguntarem quantas vezes por dia usamos a retrete, vamos andando...

Francisco disse...

Boa tarde Xarope pa tosse. Na divulgação do meu blog vou descobrindo pelo caminho outros igualmente interessantes. Nem me fales em censos, dei uma vista de olhos e dei comigo na retrete a pensar nas perguntas. Parabéns pelo blog. Convido a ver a minha galeria e se poder divulgar pelos amigos agradeço.

cumprimentos

Francisco

Anónimo disse...

A ignorância é algo muito triste.
Então o meu caro Robene não sabe que ainda há muita gente em Portugal que não tem retrete? Aliás, há muitos portugueses que vivem a baixo do limiar de pobreza.
Ai, esssa Santa ignorância, vamos lá a ver se o menino ganha dois dedinhos de testa, pode ser?
Com imenso amor,
Cláudia.

Anónimo disse...

Precisamente!
Então não sabe que há muita gente em Portugal que não tem amigos que fiquem lá em casa até às 12h do dia seguinte(é o que dá ter um feitio lixado. Não há quem ature)??
Não sabe que há gente que não sai de casa nem anda em bacanais em casa alheias???

É imperativo saber quantas são as pessoas a sofrerem deste flagelo para lhe meter um fim!


S.