quinta-feira, julho 15, 2010

Entrevista #2

Estou farto do meu trabalho. Ando a fazer todos os possíveis para bazar daquele campo de concentração. Se bem que Auschwitz me pareceu ser mais espaçoso e com melhores condições. O lema no entanto aplica-se: o trabalho liberta. Embora em mim só tenha libertado dores nas costas e varizes.
Vai daí vou a uma entrevista de emprego na sexta.
Para não variar é novamente em Lisboa. Pedi já um GPS emprestado.
Desta vez não vou cometer os mesmos erros da última entrevista. A saber:
- Vou de fato. E com gravata. E vou engraxar os sapatos.
- Vou-me pentear.
- Vou estudar a minha Geografia toda. Da última vez perguntaram-me se estava disposto a ir para Olhão, e eu disse que não gostava de ir para o Minho.
- Vou manter eye contact o tempo todo e apertar o bacalhau com mão firme.
- Não me vou descrever como simpático e fiel. Vou-me sim descrever como uma mistura de George Clooney e Belmiro de Azevedo: sexy e com jeito para os negócios.
- Antes de sair, se for uma gaja a fazer-me a entrevista, vou dar a indicação subtil de que estou disposto a tudo para conseguir aquele emprego. Depois pisco o olho e lambo suavemente os lábios. Se for um gajo, faço o mesmo.

Por isso rezem por mim. Daqui a uns meses posso já não ser o farmacêutico de serviço, mas sim um Gestor de Clientes cheio de almoços chiques e prémios chorudos.

10 comentários:

Almofariza disse...

Boa sorte!
Queres ir trabalhar para os Açores? O mercado não está mau por cá ;)

Cadês
Almofariza

Maria disse...

You go Robene. Vou ficar a torcer para que te corra tudo pelo melhor.

:)

jacare disse...

Não te esqueças de deixar cair subtilmente qualquer coisa e, ao apanhares esfregas gentilmente o rabo na cara do futuro/a patrão/oa.

Mia disse...

A torcer para que venhas para a capital!!! A torcer!!

A Morena disse...

Boa sorte!

Quanto à gravata vê se não tem nódoas, porque parece mal e de preferência de uma só cor!
;)

Anónimo disse...

Agora o que esta na moda e ir trabalhar para Macau para empresas farmaceuticas, eu ja estou de malas feitas

teardrop disse...

Força e coragem. Sair da farmácia não é fácil, mas depois de conseguir acho que já não temos medo de nada ;)

Robene disse...

Miazinha, a entrevista é em Lisboa, mas o emprego é em Coimbra! Achas que eu deixo a minha aldeola pela grande cidade? HUMPF!
Quanto à prisão de ventre, faz uns clísteres de Microlax que isso passa!

tostamista disse...

A saber:
- Hoje conquistaste mais uma leitora.

yevgeny disse...

"Depois pisco o olho e lambo suavemente os lábios. Se for um gajo, faço o mesmo"

lol


Passar para o lados os delegados de propaganda médica é vender a alma ao diabo...