domingo, março 09, 2008

Gugu Dádá

Algumas considerações sobre crianças de tenra idade em restaurantes:

Ponto número 1: Tal como o tabaco é agora proibido nos restaurantes, a entrada de crianças pequenas devia também ser limitada. As crianças passam o tempo todo aos berros, a cuspir sopa para cima dos vizinhos de mesa, a babar-se, a tossir, e pelo cheiro, a borrar-se.
Ponto número 2: Pais que insistem em monopolizar conversas de jantar, contando pequenas aventuras dos seus filhos prodigiosos deviam também ter direito a restrição de entrada. Alguém que os elucide que o facto da crianças saber dizer muohohiugi enquanto engole uma bela ranhoca que lhe desce o septo nasal, não é, nem de longe, uma façanha digna de sobredotado.E que basicamente apenas interessa aos paizinhos. Coisa que me espantasse era o enfant terrible começar a recitar Cesário Verde de cor e me explicasse finalmente em que caralho consiste o microcrédito. Aí sim, ficaria impressionado.

Um dia, quando eu tiver uma dessas criaturas com o meu ADN lá pelo meio, vou fazer os possíveis para que a sua primeira palavra seja uma merda mesmo de génio. Já me estou a imaginar, em pleno jantar super chique com amigos de longa data, e o meu puto cospe como primeira palavra um inconstitucionalmente. Isso sim, é uma merda fora do normal.

5 comentários:

rui leite disse...

Pior do que isso, só a mania que os papás "novos-ricos" têm de dizer que os filhos são hiperactivos, só para desculparem qualque tipo de comportamento censurável!
Hiperactividade é prós meninos ricos, os pobres são simplesmente mal educados (como devia ser para todos).

Pusissi disse...

Huuummm, mais um post sobre crianças, será que nunca vais deixar as pobrezinhas em paz?? A primeira palavra não sei qual será, mas a primeira frase que o teu filho vai dizer, depois de devidamente subornado com todo o género de doces, aposto que será"O meu pai é muito inteligente"!!:)
ji

Robene disse...

Não suborno pessoas para elas dizerem verdades!

Tulaunia disse...

Amigo Robene, como eu te entendo!!!!
Não há combinação mais perfeita que, estar num restaurante a levar com a fumarada dos pais e o berreiro dos filhos!

Anónimo disse...

e será que ninguem se lembra do espectáculo que os adultos fazem quando os veem...
ai tão lindo xuxuzinho, lhaca lhaca lhaca, ui que apetece apertar, sim a mim também me apetece apertar o puto e o adulto.!!