quarta-feira, novembro 08, 2006

Importa-se de repetir?

Na farmácia:

Utente: Desculpe pode-me dizer se tem ksdbvksjdbv?
Eu (a pensar): que caralho é que esta gaja tá para aqui a falar?
Eu (respondendo): Desculpe? Disse-me o quê?
Utente: Não tem squaphane kdfdkj?
Eu (a pensar): Bom, já estou a descortinar alguma coisa desta merda.
Eu (respondendo): Ai olhe, eu devo estar a ficar meio surdo. Importa-se de repetir? (risinho nervoso)
Cabra (anteriormente conhecida como utente): Humpff (ar de escárnio). Não se importa de chamar a sua colega?(olhando para o meu crachá que diz estagiário) Ela já deve saber o que é! (risinho cínico). Não me leve a mal!
Eu (a pensar): Ganda puta! Já me olhou para o crachá, pronto já deve saber que não percebo nada desta merda. Cabra.
Eu (respondendo): Mas é claro. Vou já chamá-la! Não há problema nenhum!


Acho que estou a ficar com dupla personalidade.

2 comentários:

Sobral Cid disse...

Ai como deve ser dura a vida de estagiário de farmácia de oficina... eu fico pelos doidinhos.. agora falando de coisas sérias: estás a ficar surdo ou não percebeste mesmo o que a delicada senhora te pediu? Prá próxima opta pela técnica da caneta e do papel ou esconde o crachá... bjitux

Sonita disse...

lá estás tu a criticar!!!!
tadita da senhora cabra... onde está a tua compreensão pelas coisas e pela vida???
ñ julgues a coitada da cabra...
talvez ela :
. tivesse 1 calo na ponta da lingua, devido a tanto maldizer no cabeleireiro ou no café com a comadre...

. seja membro de algum movimento feminista!!! (ela tem de ser atendida por uma mulher e pronto)

. nunca tivesse ouvido falar em TERAPIA DA FALA!!!!|

bj